A solicitação de banca para defesa de dissertação de mestrado deve ser feita pelo(a) docente orientador(a) em formulário próprio.

O colegiado do programa deverá se pronunciar quanto ao pedido e homologação da banca.

 

Normas do Regulamento do Programa

Art. 29. Para obter o título de Mestre em Ciências, o aluno deverá ter sua dissertação aprovada por Banca Examinadora, em defesa pública e presencial, em local e data previamente divulgados.

Art. 30. O aluno e seu orientador poderão solicitar a constituição da Banca Examinadora para defesa da Dissertação de Mestrado quando o discente:

  1. estiver matriculado na disciplina Dissertação de Mestrado, para o qual é exigida a aprovação prévia do Colegiado de sua proposta de dissertação;
  2. completar todos os créditos exigidos em disciplinas;
  3. tiver obtido CR ≥ 3,0;
  4. tiver comprovado proficiência em uma língua estrangeira, conforme norma interna do Programa;
  5. tiver entregue as cópias de sua dissertação (editada segundo norma interna do Programa) a serem distribuídas a todos membros da Banca Examinadora;
  6. comprovar, pelo menos, um dos seguintes itens:
    1. o registro de patente nacional ou internacional;
    2. a publicação de capítulo de livro ou livro com ISBN e corpo editorial em área afim às linhas de pesquisa do Programa (excluem-se os artigos apresentados em eventos técnico-científicos e publicados em formato de livro);
    3. a publicação ou o aceite definitivo de pelo menos um artigo em periódico científico qualificado, com corpo editorial e revisão por pares, em área afim às linhas de pesquisa do Programa;
    4. a publicação ou o aceite definitivo de pelo menos um artigo completo em congresso e a submissão de pelo menos um artigo para periódico científico qualificado, com corpo editorial e revisão por pares, ambos em áreas afins às linhas de pesquisa do Programa.

§ 1o A Banca Examinadora será indicada pelo Colegiado, sendo composta por no mínimo três e no máximo quatro membros, incluindo o orientador de pesquisa, todos com titulação de Doutor ou equivalente, com pelo menos um membro externo à UFU.
§ 2o É permitida a participação de membros da banca por meio de videoconferência ou outras formas aprovadas pelo Colegiado, devendo o participante não-presencial enviar parecer circunstanciado ao Programa, para efeito de documentação.
§ 3o A avaliação final da dissertação, concluída a defesa, se dará por intermédio das seguintes expressões:

  1. aprovado;
  2. aprovado com restrições; e
  3. reprovado.

§ 4o Entende-se por restrições, pequenas correções na dissertação ou possíveis trabalhos de natureza complementar requeridos pela banca.
§ 5o A defesa pública da dissertação será registrada nos seguintes documentos:

  1. Ata para parecer da Banca Examinadora e resultado final; e
  2. Ata específica para descrição das restrições e prazo para cumprimento das mesmas, quando couber, assinada por todos os membros da Banca Examinadora.

§ 6o Caso as possíveis restrições não sejam sanadas conforme especificado e no prazo de 30 dias, o candidato, após avaliação do Colegiado, poderá ser considerado reprovado.
§ 7o Caso a dissertação seja reprovada, ela poderá ser reapresentada ao Colegiado uma única vez para nova defesa, cumprido um interstício mínimo de três meses entre as defesas.

Art. 31. Para a homologação final da defesa o aluno deverá entregar as cópias corrigidas da dissertação à secretaria do Programa.